O projeto tem por finalidade capacitar as pessoas assistidas através das inúmeras formações oferecidas.

São oferecidos cursos de corte e costura (malharia e tecido plano), marcenaria (com enfoque no reaproveitamento de caixotes de feiras livres e mercados para fabricação de brinquedos pedagógicos), culinária (doces e salgados – com enfoque no reaproveitamento de alimento e informações nutricionais), artesanato (reutilização de materiais como retalhos de tecidos, plástico, embalagens cartonadas assépticas, papelão, papel branco, óleo vegetal, vidro e todo e qualquer material de possível transformação, mostrando a importância no aumento da vida útil da matéria prima).

As oficinas possuem módulos específicos através de conteúdo didático e módulos básicos com apoios estratégicos (vídeos, palestras, debates, atendimento psicológico e assistencial, jogos educativos e apoio às famílias) que tem como objetivo trabalhar as questões que envolvam o desenvolvimento integral dos participantes, questões relacionadas à saúde, higiene, autonomia financeira, autogestão, drogadição, relação familiar, sexualidade e meio ambiente servindo como ponte e complemento aos módulos específicos.

O projeto estimula o raciocínio, a capacidade de criação no desenvolvimento do senso estético e a atenção pelos detalhes a fim de que os alunos percebam a capacidade de observar, reproduzir e desenvolver.
Leva às pessoas, a obtenção de conhecimento para a elaboração e adaptação de modelos, peças e produtos, atendendo as necessidades básicas dos diversos públicos utilizando técnicas básicas, à produção de bens que possam ser utilizados e comercializados para contribuir com a qualidade de vida das pessoas, no tocante à geração de renda, estimulando a busca do empreendedorismo e rendas alternativas, além de proporcionar uma reeducação ambiental promovendo um novo destino para os resíduos que seriam descartados na natureza.

As oficinas ampliam o trabalho sócio ambiental, com a visão de educar e reeducar. É necessário que o processo de educação ambiental seja realizado de forma continuada e com clareza de sua função e a que pretende, é um processo de consciência, criatividade e atitude.
Assim como no proejo Ecoarte, o projeto de oficinas profissionalizantes planeja em seu processo de realização, formar parcerias com empresas gerando além do empoderamento, oportunidade de empregos.