Depois de 19 anos, enfim deram-se o inicio ao projeto de Restauração, com previsão de termino em Outubro de 2016. Tendo como responsável pela produção dos projetos de restauro o arquiteto Milton Nischida, responsável pela fiscalização a empresa Formarte Projetos Produção e Assessoria Ltda e  pela execução da obra a empresa Pires Giovanetti Engenharia e Arquitetura Ltda e o valores para execução veio do Fundo dos Interesses Difusos do Estado de São Paulo – FID.

O Castelinho da Rua Apa, construção concluída em 1917, faz parte da primeira ocupação urbana do bairro de Santa Cecília, sendo um dos poucos remanescentes do início do século XX no município de São Paulo que reflete a realidade da belle époque paulistana. Tombada pelos órgãos de preservação Condephaat e pelo município, por sua relevância histórica, cultural e arquitetônica.

Sua trajetória seria caracterizada por diversos momentos. Foi residência da tradicional família Guimarães Reis que, também proprietária do luxuoso “Cine Teatro Broadway” localizado na mesma Avenida São João, teria promovido o Castelinho como espaço de interação social através dos badalados eventos por ela oferecidos.

A antiga residência  é conhecida como “Castelinho” – ao qual viria agregado um valor simbólico devido à morte de seus proprietários em 1937, um misterioso fato ali ocorrido que, nunca devidamente esclarecido, passaria a  fazer parte do imaginário popular.